NOTÍCIAS

Postado em 27 de Março de 2017 às 11h40

Poema em homenagem ao dia do oficial de justiça

SINJUSMAT OFICIAL DE JUSTIÇA Um árduo trabalho para quem o opera, o direito a ser comunicado para quem espera. A pé, a cavalo, de moto ou de carro caminha, materializando esse direito conforme a linha. Tentam...

OFICIAL DE JUSTIÇA

Um árduo trabalho para quem o opera,
o direito a ser comunicado para quem espera.
A pé, a cavalo, de moto ou de carro caminha,
materializando esse direito conforme a linha.

Tentam acabar com a profissão,
mas toda esta tentativa é em vão.
Pois não há justiça sem o seu andar
e isto ninguém poderá negar.

Prisão, penhora, despejo e várias atribuições,
este é o profissional que lida com as emoções.
Como um psicólogo, age com jogo de cintura
para tornar a lei uma fonte confiável e segura.

O conhecimento do risco para quem exerce a atividade,
contudo o sentimento de paz ao praticar a humanidade.
Ajudando ao jurisdicionado nos limites da legislação e da norma.
A consciência do papel de cidadania, seja qual for o emprego de sua forma.

Na luta a cada dia em busca de sua valorização,
mesmo que os magistrados ajam em contramão.
Por mais que o obstáculo pareça não acabar,
a verdadeira justiça é que sempre deverá triunfar.

De que adianta uma ordem judicial sem quem a cumpra?
Para nada serviria, estaria sepultada em uma catacumba .
Ao executor de mandados vem dizer este pequeno louvor,
Oficial de Justiça: profissão de muito valor!

Autor: Jonathan Porto Galdino do Carmo.
Oficial de Justiça Avaliador do TJMG
Comarca de Belo Horizonte
 

Veja também

Sinjusmat participa de mobilização para alterar Projeto de Lei que prejudicaria servidores: PL 257 30/09/16 Sinjusmat participa de mobilização para alterar Projeto de Lei que prejudicaria servidores. A Diretoria do Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado de Mato Grosso-Sinjusmat participou na semana passada da mobilização que aconteceu na Câmara Dos Deputados Federais em Brasília, contra a aprovação do Projeto de Lei 257/16 (que......
Sinjusmat entende que decisão do CNJ não atinge Servidores18/08/17 Após repercussão nacional referente ao pagamento de passivos de Magistrados realizado pelo Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso o CNJ determinou o sobrestamento de todo e qualquer pagamento relativo a passivos dos......

Voltar para Notícias