NOTÍCIAS

Postado em 20 de Abril de 2018 às 15h27

Posicionamento do SINJUMAT quanto ao relatório final das Comissões

SINJUSMAT Na tarde de quarta-feira (18-4), o SINJUSMAT participou de reunião com as Comissões formadas por Servidores, Magistrados e Entidades de Classe representativas do Tribunal de Justiça. Os temas discutidos...

Na tarde de quarta-feira (18-4), o SINJUSMAT participou de reunião com as Comissões formadas por Servidores, Magistrados e Entidades de Classe representativas do Tribunal de Justiça. Os temas discutidos estão relacionados com as Resoluções 194, 240 e 219 do CNJ e, indiretamente ligados à carreira dos Servidores, uma vez que tratam de equalização da força de trabalho entre primeira e segunda instância e priorização da primeira instância.

O SINJUSMAT esteve presente em todas as discussões, nas Comissões do CNJ com direito a voz e no Comitê Gestor do SDCR com direito a voz e voto.

Na reunião realizada neste dia 18 de abril a Desembargadora Serly Marcondes apresentou o relatório final dos trabalhos realizados pelas Comissões onde sugere a transformação de vários cargos na segunda instância que gerariam uma receita ao Tribunal de Justiça de Mato Grosso. Entretanto, também sugere a criação de mais um cargo de assessor de gabinete para cada gabinete de Magistrado da primeira instância gerando um grande gasto aos cofres do TJ.

Do trabalho das comissões o SINJUSMAT pontou significativos avanços para a Administração, mas pouquíssimos avanços nas carreiras dos Servidores efetivos do Poder Judiciário o que nos levou a DISCORDAR das alterações como um todo. Significa dizer que o SINJUSMAT NÃO CONCORDA com as alterações da forma como apresentadas pelos Comitês e seguirá as negociações agora com a Administração do Tribunal de Justiça.

O compromisso do SINJUSMAT é com a carreira dos Servidores do Poder Judiciário e, para tanto, empreenderá todos os esforços para sua melhoria.

Nas palavras do Presidente Rosenwal Rodrigues dos Santos: “ Temos bom relacionamento com a Presidência do Tribunal de Justiça. Temos avançado nos pleitos dos Servidores, prova é a resposta ao requerimento do SINJSUMAT de aumento dos auxílios e pretendemos continuar avançando. Este é nosso compromisso com os Servidores, manter o diálogo com a Administração e buscar melhorias para a categoria”.


Relativamente ao requerimento das demais entidades de Classe, o SINJUSMAT, que já não integrou e, nem mesmo pactuou com o respectivo documento, vem rechaçar toda e qualquer sugestão que venha a prejudicar determinadas classes de Servidores. O SINJUSMAT sempre se pautou pela decisão da maioria dos Servidores e não pela opinião de grupos individualizados.

O SINJUSMAT luta por TODOS. Nas palavras da Vice-Presidente Geane Lina Teles “Somos únicos, somos todos servidores do judiciário”.

Veja também

Definido horário de plantão durante recesso22/12/16 O presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, desembargador Paulo da Cunha, determinou a publicação da Portaria nº 661/2016, que estabelece o expediente do Poder Judiciário de Mato Grosso durante o recesso forense (20 de dezembro de 2016 a 6 de janeiro de 2017) das 13h às 18h. O documento está disponibilizado na edição desta quinta-feira (17 de......
Preocupado com a Resolução 219 CNJ Rosenwal visita Fenajud. 19/05/17 A Fenajud (Federação Nacional dos Servidores do Judiciário nos Estados) reuniu, nesta terça-feira (16/05), seu Conselho de Representantes para tratar das pautas de reivindicações da Federação e......

Voltar para Notícias