NOTÍCIAS

Postado em 15 de Janeiro às 18h47

Taques cita compreensão, mas não estipula data para pagamento

SINJUSMAT Associação Nacional dos Defensores Públicos já foi ao STF cobrar o recebimento dos valores. O governador Pedro Taques (PSDB) preferiu não estipular data para realizar o pagamento do...

Associação Nacional dos Defensores Públicos já foi ao STF cobrar o recebimento dos valores.

O governador Pedro Taques (PSDB) preferiu não estipular data para realizar o pagamento do duodécimo (repasse constitucional) aos Poderes e instituições.

Ao todo, o Poder Executivo deve cerca de R$ 400 milhões relativos a alguns meses de 2016 e 2017.

Taques disse apenas que está em negociações com os chefes dos Poderes e que nesta semana eles terão uma nova rodada de conversa.

“Quero agradecer a compreensão dos Poderes, eles estão compreendendo o momento. Nós temos que pagar sim, estamos negociando. Teremos uma reunião para que possamos equacionar isso”, disse Taques, na manhã desta sexta-feira (12).

O governador também evitou comentários quanto ao fato de a Associação Nacional dos Defensores Públicos (Anadep) ter ido ao Supremo Tribunal Federal (STF) requerendo os repasses imediatos a Defensoria Pública de Mato Grosso.

Segundo a Anadep, os atrasos representam numa “absurda inconstitucionalidade” no tratamento da instituição.

O processo foi protocolado em dezembro e está sob responsabilidade da ministra Rosa Weber.

“Como se trata de uma ADPF (Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental), o Estado é notificado. Quando for notificado temos um prazo legal para manifestar. Isso está na lei 9862”, concluiu Taques.
 

Reportagem: CAMILA RIBEIRO

 Disponível em: http://midianews.com.br/politica/taques-cita-compreensao-mas-nao-estipula-data-para-pagamento/315803

Veja também

Justiça dá 3 dias para Estado explicar atrasos antes de decidir bloqueio de R$ 250 milhões01/02 A juíza Celia Regina Vidotti, da Vara Especializada em Ação Civil Pública e Popular de Cuiabá, deu um prazo de 72 horas para que o Governo do Estado se manifeste, através da Procuradoria Geral do Estado, sobre a ação proposta pelo Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário de Mato Grosso (Sinjusmat). A entidade pede o bloqueio de R$ 250 milhões......
FELIZ 2017 A TODOS29/12/16 ...

Voltar para Notícias