NOTÍCIAS

Postado em 28 de Maio de 2018 às 11h14

Judiciário Estadual não terá expediente na segunda

SINJUSMAT O expediente forense do Poder Judiciário de Mato Grosso está suspenso nesta sexta-feira (25 de maio), em virtude da greve-geral dos caminhoneiros. Os prazos processuais, nos processos físicos e eletrônicos,...

O expediente forense do Poder Judiciário de Mato Grosso está suspenso nesta sexta-feira (25 de maio), em virtude da greve-geral dos caminhoneiros. Os prazos processuais, nos processos físicos e eletrônicos, ficam prorrogados para o primeiro dia útil subsequente (28 de maio) em todas as unidades judiciárias de Mato Grosso.

A Portaria nº 724/2018-DGTJ-PRES, assinada pelo presidente Rui Ramos Ribeiro, considera os transtornos causados no transporte público e particular, em razão da escassez de combustível, que estão dificultando o deslocamento de advogados, jurisdicionados aos fóruns do Estado de Mato Grosso e ao TJMT.

O documento também é válido para a suspensão do expediente que se deu na quinta-feira (24 de maio).


Matéria disponibilizada no site :

http://www.tjmt.jus.br/Noticias/52752#.WwwPAFXmPIU

Mylena Petrucelli
Coordenadoria de Comunicação do TJMT

Veja também

SINJUSMAT requer reunião com a Corregedora para tratar de pauta dos Agentes da Infância e Juventude09/05/18 Nesta terça-feira (085) o SINJUSMAT protocolou requerimento junto à Corregedoria do Tribunal de Justiça de Mato Grosso onde pretende o agendamento de uma reunião com a Exma. Corregedora Desembargadora Maria Aparecida Ribeiro. Na ocasião o SINJUSMAT pretende apresentar uma pauta de reivindicações referente as funções desempenhadas pela classe dos......
Comissão do Senado aprova mudança de regra para estabilidade de servidores12/07 A Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado aprovou, nesta quarta-feira (10), o projeto de lei complementar que regulamenta a avaliação de desempenho dos servidores públicos e estabelece regras para a demissão por baixo desempenho. Inserida na Constituição......
Sinjusmat entende que decisão do CNJ não atinge Servidores18/08/17 Após repercussão nacional referente ao pagamento de passivos de Magistrados realizado pelo Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso o CNJ determinou o sobrestamento de todo e qualquer pagamento relativo a passivos dos......

Voltar para Notícias