NOTÍCIAS

Postado em 18 de Agosto de 2017 às 08h04

Sinjusmat entende que decisão do CNJ não atinge Servidores

SINJUSMAT Após repercussão nacional referente ao pagamento de passivos de Magistrados realizado pelo Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso o CNJ determinou o sobrestamento de todo e qualquer pagamento relativo a...

Após repercussão nacional referente ao pagamento de passivos de Magistrados realizado pelo Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso o CNJ determinou o sobrestamento de todo e qualquer pagamento relativo a passivos dos Magistrados.

O Sinjusmat buscou conhecer o inteiro teor da decisão a fim de constatar o alcance de seus efeitos – se afetam ou não os passivos de Servidores. Da análise concluiu-se que a decisão do CNJ se refere somente aos passivos de Magistrados e não implicarão sobrestamento de pagamentos de passivos de Servidores.

Por este motivo o Sinjusmat protocolou ao Presidente do Tribunal de Justiça requerimento para que dê continuidade ao cronograma de pagamento referentes à licenças-prêmio, abono pecuniário, designações, compensatórias de aposentados, passivos de progressões e outros créditos já apurados e provisionados por essa respeitável Administração

Imprensa Sinjusmat

Veja também

Sindicato acusa Taques de mentir em ação sobre duodécimo e quer condenação10/04/18 O Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário (Sinjusmat) entregou informações ao Supremo Tribunal Federal para provar que o governador Pedro Taques (PSDB) está mentido sobre o pagamento de duodécimos e a frustração da receita. O sindicato pede que Taques seja condenado por litigância de má-fé, em consequência de tentar “alterar as......
Sinjusmat repudia suposta negociação entre TJ e a Assembleia Legislativa05/06/18 Qualquer possibilidade, mínima que seja, de vilipendiar a independência do Poder Judiciário de Mato Grosso deve ser rechaçada, assim classifica o presidente do Sinjusmat, Rosenwal Rodrigues, a matéria de capa do jornal A......
Papa Francisco fala do verdadeiro sentido de um Sindicato04/08/17 Profecia e inovação são desafios a serem vencidos se o movimento sindical deseja continuar com seu papel pelo bem comum, pontuou Francisco Da Redação, com Rádio Vaticano Não existe uma boa sociedade......

Voltar para Notícias