NOTÍCIAS

Postado em 27 de Abril de 2017 às 08h29

Sinjusmat requer suspensão do expediente - paralisação dos Servidores

SINJUSMAT Na tarde desta quarta-feira, o Sinjusmat apresentou requerimento ao Presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso onde pontuou a gravidade das reformas Previdenciária e Trabalhista a todos os trabalhadores...

Na tarde desta quarta-feira, o Sinjusmat apresentou requerimento ao Presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso onde pontuou a gravidade das reformas Previdenciária e Trabalhista a todos os trabalhadores brasileiros.
Na ocasião informou que os Servidores do Poder Judiciário participarão dos movimentos sociais em defesa de seus direitos e requereu a suspensão do expediente forense.
Segundo Rosenwal Rodrigues a paralisação ocorrerá, independentemente, da suspensão do expediente e convoca a todos os Servidores, Estagiários e Terceirizados a participarem. “Nosso futuro está jogo”, pode ser que as reformas não afetem você diretamente, mas certamente afetará seus filhos ou familiares, transformando para pior a vida de todos – afirma Rosenwal.
Na capital o Sinjusmat participará de dois atos públicos para o qual convida os servidores a participarem:
• Em frente ao Fórum da Capital – às 10 horas da manhã – conjuntamente com Magistrados, Justiça Federal, Ministério Público Federal, Ministério Público Estadual e Defensoria Pública.
• Na Praça Ipiranga – à 15:00 horas juntamente com todos os trabalhadores brasileiros e Centrais Sindicais.

Veja também

Estado não tem previsão de regularizar repasses aos poderes05/01/18 O governador em exercício Carlos Fávaro (PSD) anunciou que o governo deverá chamar nos próximos dias todos os Poderes - Tribunal de Justiça, Assembleia Legislativa, Ministério Público Estadual e Tribunal de Contas do Estado - para discutir uma solução para os repasses atrasados de duodécimo. De acordo com Fávaro, a crise econômica......
Papa Francisco fala do verdadeiro sentido de um Sindicato04/08/17 Profecia e inovação são desafios a serem vencidos se o movimento sindical deseja continuar com seu papel pelo bem comum, pontuou Francisco Da Redação, com Rádio Vaticano Não existe uma boa sociedade......

Voltar para Notícias